Cadastre-se
 

Práticas

Regressão à Vidas Pasdas

O que é a Terapia de Vidas Passadas (TVP)?

Terapia de Vidas Passadas

É uma abordagem psicoterapêutica que utiliza como técnica básica o Processo de Memória Profunda. Seu foco principal consiste em ajudar o cliente a melhorar sua condição emocional e psicológica e a alcançar um nível saudável de mudança que proporcione mais equilíbrio, auto-respeito, e autoconfiança nas suas ações.

Como o processo funciona?

O processo evoca imagens armazenadas na mente inconsciente, valorizando principalmente a experiência subjetiva do cliente, sua imaginação criativa e as imagens arquetípicas internas e não entrando no mérito da doutrina ou da religião.

As memórias profundas ocorrem espontaneamente na terapia após uma breve indução conduzida pelo terapeuta, vale ressaltar que não se trata de transe ou de hipnose inconsciente (situações onde o cliente não tem memória do que aconteceu), ao contrário, o cliente permanece consciente o tempo todo (ele vivencia a história através de sua tela mental enquanto sua mente racional fica nos “bastidores”, sem interferir nas imagens e sensações vivenciadas. Dessa forma se favorece a catarse emocional consciente, a autocompreensão e a cura de traumas (verdadeiros objetivos do trabalho).

Criamos durante as sessões uma atmosfera de apoio emocional e o inconsciente do cliente produzirá o necessário para o desenvolvimento da autoconsciência.

Existe o risco da pessoa “não voltar”?

Durante a sessão o paciente nunca é trazido de volta de forma repentina, e não deixamos que o cliente, permaneça com as impressões inacabadas de dor e sofrimento, por isso a sessão tem a duração de 2 horas.
Assim, garantimos o trabalho catártico muito preciso para levar as situações à sua consumação, com o propósito de ajudar o paciente a se liberar e a depurar o trauma por completo e em todos os níveis, físico, emocional e mental.

Para passar pelo processo é necessário que o cliente faça uma sessão prévia, onde são esclarecidos todos os passos e procedimentos que serão utilizados e também onde será feita uma avaliação do equilíbrio emocional do cliente. Não é aconselhável o uso dessa prática para os casos onde exista comprometimento psiquiátrico ou quando a pessoa ainda está sob o impacto de uma situação traumática séria, em momentos de depressão profunda, pânico ou desequilíbrio emocional preocupante.

Muitas vezes poderá ser necessária a realização prévia de sessões de psicoterapia visando trazer o cliente para um ponto adequado de equilíbrio, para depois se realizar as sessões de regressão.

O elemento central é sempre a pessoa e não os eventos.

Dessa forma o trabalho é realizado com total segurança.

O que se vivencia e quais resultados são alcançados?

Regressão Dentro dessa abordagem específica buscamos levar o cliente a vivenciar as histórias e complexos mais traumáticos e que estejam mais próximos do umbral da consciência, pois são estas experiências que criam um padrão de sofrimento repetitivo na vida presente do cliente.

O propósito de trazer as memórias profundas é fazer com que o sofrimento do indivíduo volte às suas verdadeiras raízes psíquicas, assim essa energia se desliga das situações atuais das quais não faz realmente parte. Após as sessões o cliente assume uma nova perspectiva, seu sofrimento (ansiedade, impaciência, ciúmes, mêdo, etc.) vai gradativamente desaparecendo e ele se torna livre para viver sua vida atual sem algemas.

É importante ter em mente que a TVP, é um trabalho psicoterapêutico sério, profissional e ético e que não se presta a atender pessoas simplesmente curiosas sobre o tema.

 

Quantas sessões são necessárias e o que garante os resultados?

Não existe uma definição precisa quanto ao número de sessões (dependerá de cada cliente e da queixa apresentada), porém após cada sessão de regressão, é imperativo que o cliente faça uma sessão de retorno no prazo máximo de 15 dias, nessa sessão será completado todo o trabalho de fechamento do processo, o que garantirá ainda mais o bem estar do cliente e irá prevenir a não ocorrência de distúrbios emocionais e/ou comportamentais oriundos da questão trabalhada na regressão.

Os resultados são alcançados mediante o comprometimento do cliente e o profissionalismo do terapeuta. Ambos devem estabelecer um contrato de trabalho mútuo respeitando o número de sessões necessárias, buscando a realização por parte do cliente de outras práticas complementares quando indicado e recomendado pelo terapeuta (terapia corporal, terapia energética, meditação, treino de relaxamento, etc.)

É necessário acreditar em vidas passadas para se fazer esta terapia?

Não, absolutamente não é necessário acreditar em vidas passadas, pois o tratamento não envolve convicção religiosa ou qualquer tipo de crença, e em nenhum momento o cliente será questionado sobre suas convicções, valores e práticas religiosas.

Para o terapeuta, não importa se as experiências vivenciadas são realmente lembranças de uma vida passada, se são memórias ancestrais (memórias celulares registradas em nosso inconsciente em função de experiências vividas por nossos antepassados) ou simplesmente uma história criada pelo inconsciente.

O que realmente importa é que através dessa técnica são removidos complexos e traumas emocionais profundos, são quebrados padrões de pensamento e de comportamento equivocados que trazem sofrimento e limitação ao cliente. O que importa é devolver a liberdade emocional ao cliente para que sua vida se restabeleça e para que ele possa sentir-se verdadeiramente feliz.